SALVE OS 50 ANOS DE CAFÉ SANTA CLARA

zé potó Passei um tempão sumido pois perdi a minha conta antiga. É, acontece. De qualquer forma, não poderia  me ausentar deste blog.  É com grande orgulho que apresento a campanha milionária do Café Santa Clara, um verdadeiro trunfo para o mercado cearense no âmbito nacional. A direção de arte está bem regionalizada dando um toque de uma verdadeira brasilidade, fugindo daquelas referentes cores da bandeira. Nada melhor que uma campanha pertinente embasada em um planejamento consistente baseada nos dados da IPSOS MARPLAN, foi um tiro de canhão certeiro! Acredito que esta campanha aumente ainda mais o recall desta grande marca.

busdoor manaus pmario

“A campanha destaca, através de ilustrações em aquarela, características dos lugares onde a marca está presente comercialmente. Uma verdadeira homenagem aos estados que ajudaram a Santa Clara a se tornar a maior empresa do setor. A campanha é composta de filmes, peças para rádio, material de PDV, mídia exterior e anúncios de revista.
A produção dos filmes de 60 e versões de 30 segundos ficou a cargo da Bossa Nova Films, de São Paulo e a pós produção da Tribo. A trilha utiliza a gravação do fonograma original de Jorge Ben Jor editada pela Lua Nova. As peças foram inspiradas nos livros de kirigamis, arte japonesa de recorte e colagem de papéis, animadas em computação gráfica.
Toda a equipe de criação e planejamento da Promosell trabalhou no projeto durante os últimos 3 meses. O Plano de mídia, respaldado em pesquisas de mercado da Marplan, contemplará ações para os mercados das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste a partir de outubro. Os filmes veicularão nos principais programas das emissoras Globo e Record.”

Ficha Técnica
Direção de Criação: Marco Peres
Direção de Arte: André Pinheiro, Ivan Costa e Mauri Sousa (ilustrações)
Redação: Leonardo Antunes e Mário Ribeiro
Atendimento: Mônica Pinheiro e Bosco Carbogim
Mídia: Nira Andrade
Aprovação: Paula Castelan
Produtora (vídeo): Bossa Nova Filmes
Produtora (áudio): Lua Nova
Pós-produção: Tribo

Fonte: http://blogdapromosell.wordpress.com/

Anúncios

O Design de Rodrigo

Com um título que poderia ser a nova minisérie da Globo, venho através deste para mostrar o talento desse designer/amigo/mineiro que trabalha na Promosell, Rodrigo Camargos. O mineirinho, como é conhecido aqui na Promo, está sempre envolvido nos trabalhos mais “design’s” da agência. O Rodrigo teve uma formação vasta em design, passando desde o design de interiores, industrial, publicidade e até o de moda, como podemos observar nessa sua produção que lhe rendeu um post aqui no Potó. Recentemente, a J.Macedo comemorou seus 70 anos de história e, para comemorar esta data, foram feitas algumas peças institucionais. A bolsa comemorativa dos 70 anos do J.Macedo foi criada para o importante evento CASA COR 2009. Conversando sobre o brainstorming com o cozinheiro de Tropeiro da Promo, ele pode me explicar o processo no qual a bolsa foi gerada : “para criar a bolsa, pesquisei muitas bolsas de grife e quais as tendências do mercado. Como o grupo faz 70 anos e o número 7 tem um traço bem interessante, explorei bastante esta forma para criar a textura.” diz Rodrigo e reitera “o material é a lona e foi revestido internamente por pvc para que não ocorra vazamento. Este material é bem resistente e a bolsa pode ser usada para ir à praia, para carregar compras de supermercado, para viajar. Foi feita para o dia a dia.” E sem mais delongas deixo vocês com a bolsa que se eu fosse mulher eu usava. Como diria o mineirinho: “comenta aí Sô!”

Bolsas

Porto Freire mostra porque faz diferente.

zé potóFaz tempo que não dou as caras por aqui, mas chegou a hora de sair do ostracismo. Preparei uma nota aqui para reportar as atividades que a Promosell está fazendo para Porto Freire. Em breve, postarei todos os anúncios da nova campanha.

1

Para comemorar seus 25 anos de sucesso no mercado da construção civil, a Porto Freire Engenharia lança a campanha para divulgação de sua nova logomarca. Graças ao seu planejamento a longo prazo e por sua atitude pró ativa, a Promosell, sugeriu que o aniversário de 25 anos da construtora seria uma data muito oportuna para o lançamento de uma nova marca. “A iniciativa de renovar sua imagem corporativa, surgiu da necessidade de criar uma iconografia mais sintonizada com o momento atual da empresa”, explica Marco Peres, diretor de criação da Promosell. E reitera: “Desde que iniciou suas operações, a empresa surpreende o mercado com soluções inovadoras, e vem, ao longo desses 25 anos crescendo de maneira constante e segura. Os processos se sofisticaram, o número de colaboradores cresceu e a cultura empresarial evoluiu.” A campanha foge totalmente do clichê explorado por muitas construtoras de trabalhar com imagens que abusam de efeitos de Photoshop, ao invés disso, trabalha com imagens planares e geometrizadas que sugerem fotos e significados de maneiras não óbvias e, com um texto que demonstra a essência da empresa. Com esta campanha, a Porto Freire, será de fato reconhecida por seu slogan e mostrará a todo mercado cearense porque “Faz diferente”.

ps: Vt institucional. Quem não conseguir visualizar clica neste link:

http://www.youtube.com/watch?v=hriXofo204M

Aniversário de Fortaleza

eu8Como de costume do blog, aqui, aqui de novo, aqui mais uma vez, aqui bis, mais uma série de anúncios de oportunidade  da mídia impressa nativa, hoje 13/04, aniversário de Fortaleza. Novidade para os anúncios de marcas nacionais feitas por agências de fora do estado.

prefeitura-acesso

esposende

rabelo1aniversario-fortaleza-santa-clara-6x26

pao-de-acucarfortal_quinttofortal_yeramerica-do-solfortal_333fortal_leoburnettfortal_dpz

advance

Mídia Criativa x Clientes Caretas

bruno_poto Para mostrar que o Potó é um blog democrático e que não prioriza somente a criação, nós convocamos o mídia criativo, Bruno Marques, para participar das discussões aqui no blog. A missão do cara da foto aí ao lado é trazer suas inquietações e as novidades que estão além do setor de criação para os leitores do Potó Publicitário. Bruno é ex – Time de Comunicação, ex – Comunic, ex- Bando de Criação e ex – Promosell (onde tive o prazer de conhecê-lo, e onde faturou Prata no GP Verdes Mares, na categoria de Mídia). Atualmente integra a equipe da Simplesmente Comunicação. Resumindo, o Bruno é a pessoa mais indicada que eu conheço para falar sobre Mídia aqui no blog. Ele já era um leitor assíduo do Potó, e  agora, trouxe uma inquietação  pra galera discutir. Sem mais “embromations” ai vai o textooo (ah! comentem, esse post é participativo!!!!)

Moçada, como primeiro post, gostaria de abrir uma discussão (antiga) sempre presente nas discussões em palestras e workshops!

É um grande impasse entre publicitários da área atendimento, de planejamento de mídia e clientes.

O anunciante, principalmente o empresário cearense, tem o intuito de economizar o máximo possível, atingindo o maior número de pessoas. Não importa quem seja ou quantas vezes essa pessoa veja a mensagem.

O profissional de atendimento, por sua vez, fica em cima do muro, adorando as idéias da criação e as adequações de mídia e ao mesmo tempo, como um padre no confessionário, ouvindo os desejos, reclamações e palpites intermináveis do cliente.

Pois bem, fica aqui a discussão. Nesses tempos em que cada cliente vale ouro, o que fazer? Prezar pela qualidade da comunicação fundamentada em conhecimentos (adquiridos com muito estudo)? Ou seguir os incansáveis palpites do cliente? Planejar uma mídia criativa ou seguir o patrão?

Esquecendo dos criativos e dos homens e mulheres encarregados pelo business, pensemos nos pobres mídias. Para onde direcionar a pouca verba do cliente? Como mensurar verba, público a ser atingido, freqüência e a vontade do cliente?

Abraços a todos!


Bruno Marques

Entrevista do mês. Aqui você fala a vontade. Não seja curto nem grosso.

ze-poto11Há algum tempo queria fazer esta entrevista e postar para os leitores do POTÓ PUBLICITÁRIO. MARCELO LAVOR, é o profissional com o qual tenho o prazer de aprender todos os dias, e ele a pessoa que tem a paciência de ensinar. Pedi informações sobre o seu perfil, mas redigiu um bem mais detalhado do que o meu. Quero dividir com vocês um pouco do que tenho vivenciado ao lado dessa incrível pessoa e profissional.

lavor Marcelo Lavor, nasceu no ano da 1a Copa do Mundo conquistada pelo Brasil, mas também no ano na maior seca que o Ceará já viu. Por isso, gosta tanto de chuva. Ex-futuro agrônomo. Formado em Comunicação Social pela UFC. Redator por formação se transformou num publicitário. Cursos de criação, marketing, redação e planejamento. Roqueiro convicto, detesta axé, forró e pagode, pimenta e a torcida do Ceará (o time, não o estado). Sabe tudo de Pink Floyd. Bicho grilo, chegou anteontem de Woodstock, pois veio a pé. Casado com uma socióloga. 3 filhos: administrador, publicitário (que não trabalha com ele) e físico-médico. Tem como grande confidente seu papagaio (nascido em cativeiro, com certidão de nascimento do Ibama). Trabalhou do menor ao maior mercado, indo das margens do Rio Parnaíba, em Teresina, até as margens do Tietê, em Sampa. Escalas em Goiânia, Brasília, Manaus e diversas temporadas em Fortal, onde toca juntamente com Bosco Carbogim e equipe, a Promosell Comunicação, sucedânea da CBC&A Associados. Muitos conhecidos, poucos e bons amigos. Não circula em eventos, muito menos em badalações, faz o estilo “low profile” pois que tem que aparecer È a marca do cliente. Como todo publicitário, também tem prêmios locais, regionais, nacionais e internacionais, embora sempre prefira receber em dinheiro.

Marcelo Lavor já faturou os seguintes prêmios: About, Colunistas, FIAP, Profissionais do Ano dentre outros.

1) Por que optou pela Propaganda dentre tantas outras profissões?

Depois de 2 anos cursando Engenharia Agronômica, cheguei a conclusão que minha praia era outra, bem distante das ciências exatas. Como sempre gostei de ler e escrever,  a comunicação nunca saiu dos meus planos. Entendi muito cedo que mais do que as flores, o que impressiona é o cartão, como diria Olivetto. Daí para a P&P foi um pulo. A P&P me atraiu de cara pois é uma profissão onde você tem que, necessariamente, usar as muitas ciências e ferramentas criadas pela inteligência e sensibilidade humanas. Você trabalha com TV, cinema, fotografia, artes plásticas, literatura, prosa e poesia, planejamento, design, sociologia, psicologia, economia, administração, estatística, música, teatro, arquitetura, programação visual, e, acima de tudo, com pessoas interessantes e bem informadas.
E mais do que tudo isso, todo dia o trabalho lhe reserva uma surpresa. Todos os dias surge um novo desafio, que È quando a gente olha para o “job” e conclui que ainda tem muito a aprender.
Nenhuma profissão do mundo exige e oferece tanto.

2) Qual a maior dificuldade que você encontrou em sua carreira?

Controlar a ansiedade de querer fazer tudo agora, de uma vez, ao mesmo tempo. E entender que quanto mais a gente aprende e faz, mais tem o que aprender e fazer. Não tenho do que me queixar pois dei muita sorte em ter trabalhado (e aprendido) com excelentes profissionais que acreditaram e tiveram paciência comigo. Hoje, procuro retribuir aqueles que me ajudaram através da paciência com os alunos, estagiários e novatos. Ou seja: aqui se aprende e aqui se ensina.

Continue lendo