Entrevista do mês. Aqui você fala a vontade. Não seja curto nem grosso.

zé potó No Festival de Publicidade em Gramado tive o prazer de conhecer uma grande figura chamada Diego Curvêlo. Por coincidência estávamos no mesmo hotel, mas eu o conheci mesmo voltando do saudoso  Bill Bar.

foto_diego

Com 31 anos e publicitário há 11, Diego Curvêlo é apaixonado pela profissão e atualmente é dir. de criação da Mart Pet Comunicação (Recife|Brasil), da YO!Brasil Comunicação & Estratégia (Recife|Brasil), e da Mais Visual Comunicação & Estratégia (Luanda|Angola). Em Angola aprendeu dançar kuduro e era constantemente chamado de xindeli. Aprendeu também a falar Kibundo com as tribos canibais do centro-oeste africano. Lá, ele Passou dois anos e meio em solo africano, atendendo e criando campanhas para quatro grandes marcas de cervejas – entre elas a líder de mercado – para a maior companhia de telefonia do país, além de empresas na área de construção civil, equipamentos industriais, utilidades para o lar, hotelaria, estética e beleza, logística e transportes. Ainda atuou como produtor musical, descobrindo e revelando novos talentos. Num lugar repleto de limitações tornou o pouco, suficiente. E o suficiente, muito. Além disso, participou de campanhas políticas em Angola e no Brasil.

Formou-se em Comunicação Social – Jornalismo pela UFPB, fez curso de Direção e Produção de Vídeo na ESPM e trabalhou nas agências Hall Comunicação e OEM Comunicação. Há sete anos como redator e dir. de criação da YO!Brasil, há três da Mais Visual e desde janeiro de 2009 da Mart Pet, além de criar várias campanhas offline e online, realiza um efetivo trabalho na área de atendimento de contas públicas e privadas. Também coordena o departamento de rtvc, atuando diretamente com produtoras de vídeo, cinema e som.

Como redator recebeu prêmios nacionais e internacionais, entre eles: Festival Internacional de Gramado, Prêmio Colunistas N/NE, Troféu Neurônio do Sistema JC de Comunicação, Prêmio Asserpe de Rádio e TV e foi finalista do Prêmio ANJ. Trabalha com foco, dinamismo, ética, muita paixão, bom humor e acima de tudo comprometimento com resultados. Acredita que o grande desafio da profissão é encontrar soluções simples que seduzam com pertinência.

Paralelo ao trabalho nas agências, dirigiu inúmeros comerciais de rádio e TV pelo Nordeste. É radialista e locutor publicitário, já atuou em programas de esporte e humor nas rádios Transamérica, Rádio Cidade, Arapuã FM e 103 FM. Continua trabalhando na área de produção de áudio gravando locuções publicitárias para todo o Brasil. É proprietário da produtora de som Semba Conexões Sonoras, onde cria, produz e monta fonogramas.

Sem mais delongas aí vai a entrevista desse cara “Fantárdigo” que tive o prazer de conhecer:

1) Para você, como foi ser congratulado em Gramado? Quantos galos e qual a importância deles para você, para Recife e para o NE?

Receber um prêmio é sempre muito bom. É uma certeza de que fizemos um trabalho diferenciado. Este ano foi apenas um galo prata, mas foi numa categoria muito concorrida: mídia eletrônica “televisão”. No total são 3 na minha carreira: ouro, prata e bronze. Uma premiação internacional é importante para qualquer agência, independente da região. Porém isso também aumenta a responsabilidade. Cada vez mais, temos que buscar um trabalho de excelência não apenas criativa, mas de resultados absolutos.

Continue lendo

E deu Bolero!

zé potó

profissionais_do_ano1Acabei de chegar do Profissionais do Ano que aconteceu no La Maison. A festa foi muito boa, tanto no nível degustativo quanto na qualidade dos trabalhos apresentados. Na categoria campanha deu cabeça chata no pódium. A Bolero conquistou Ouro com a campanha do Platinum Motel, conquistando assim a chance de concorrer nacionalmente. Devo dizer que a luta pela final vai ser muito difícil. De qualquer forma, fica meus PARABÉNS PARA A BOLERO. FOI MUITO BOM TER UMA AGÊNCIA CEARENSE GANHANDO EM CASA. Na categoria Mercado, a agência FAZ levou o ouro, quebrando um regime de seca de prêmios da Paraíba ,quase 30 anos sem conquistar o profissionais, e a primeira vez que conquistou fora de casa. Bem, é isso pessoal. O Potó foi o primeiro blog a postar o resultado. Vale lembrar que a Bolero em 3 anos de existência conquistou hoje o segundo profissionais do ano, considerado o prêmio mais importante da publicidade Brasileira.

Esses foram os vt’s da Bolero:

E o vencedor da categoria Mercado também está de parabéns. A briga foi muito acirrada. Muitos VT’S com conceitos fortes e bem produzidos. Parabéns para a agência FAZ da Paraíba:

P.S: Acabei de saber que Diego Curvelo, diretor de Criação da MART PET/ YO BRASIL!, fez a locução deste filme. . Diego Curvelo foi GALO DE PRATA EM GRAMADO e será o nosso PRÓXIMO ENTREVISTADO do POTÓ PUBLICITÁRIO. Em breve, aguardem!

Eu gostei muito dessa do grupoa Grupo9 do Recife.

Flex Comunicação. Movida a ideias.

zé potó É com imenso prazer que compartilho essa novidade com vocês:

logo-flex

FLEX COMUNICAÇÃO COMEÇA MOVIDA A IDEIAS.

O mercado cearense conta a partir de hoje com a Flex Comunicação, que tem à frente o publicitário e Coordenador do Curso de Publicidade da Faculdade Católica do Ceará, André Nogueira, além de Felipe Borges, Paulo Capelo e Paulo Santiago, da Avanz, empresa  com 11 anos de experiência, especializada em soluções criativas para web.Com a entrada de André Nogueira nas sociedades da AVANZ E FLEX, foi criado o grupo NSBC, que agrega também a In Media, também voltada para web, com unidades em Fortaleza e em São Paulo. Continue lendo

Porto Freire mostra porque faz diferente.

zé potóFaz tempo que não dou as caras por aqui, mas chegou a hora de sair do ostracismo. Preparei uma nota aqui para reportar as atividades que a Promosell está fazendo para Porto Freire. Em breve, postarei todos os anúncios da nova campanha.

1

Para comemorar seus 25 anos de sucesso no mercado da construção civil, a Porto Freire Engenharia lança a campanha para divulgação de sua nova logomarca. Graças ao seu planejamento a longo prazo e por sua atitude pró ativa, a Promosell, sugeriu que o aniversário de 25 anos da construtora seria uma data muito oportuna para o lançamento de uma nova marca. “A iniciativa de renovar sua imagem corporativa, surgiu da necessidade de criar uma iconografia mais sintonizada com o momento atual da empresa”, explica Marco Peres, diretor de criação da Promosell. E reitera: “Desde que iniciou suas operações, a empresa surpreende o mercado com soluções inovadoras, e vem, ao longo desses 25 anos crescendo de maneira constante e segura. Os processos se sofisticaram, o número de colaboradores cresceu e a cultura empresarial evoluiu.” A campanha foge totalmente do clichê explorado por muitas construtoras de trabalhar com imagens que abusam de efeitos de Photoshop, ao invés disso, trabalha com imagens planares e geometrizadas que sugerem fotos e significados de maneiras não óbvias e, com um texto que demonstra a essência da empresa. Com esta campanha, a Porto Freire, será de fato reconhecida por seu slogan e mostrará a todo mercado cearense porque “Faz diferente”.

ps: Vt institucional. Quem não conseguir visualizar clica neste link:

http://www.youtube.com/watch?v=hriXofo204M

Depois da Queda, a Ascenção.

Gandhi

Bom dia a todos! Ontem a Faculdade Católica do Ceará conquistou mais um prêmio de publicidade. Essa foi a vez das nossas queridas Pollyana Morais e Sarah Crispim levarem o Gandhi pra casa. Fora o troféu, elas embolsaram um cheque de R$ 2.500 reais. Ou seja, se alguma delas estiver devendo dinheiro a você essa é a hora de pedir o reembolso.

hehahuaihiauhuaaiuhuiaha

Brincadeiras a parte, queria dar os parabéns a vocês meninas pela conquista. E antes que eu me esqueça, ontem a dona Sarah ao correr para receber o prêmio levou uma queda histórica, na frente de todo mundo. Mas ela compensou pagando um rodízio para nós. Se você faltou eu só digo uma coisa: Perdeu Preiboy

Mídia Privada

ze-poto2 Há algum tempo ouvi falar de um blog que, infelizmente, andou hibernando por algum tempo. Confesso que não tive uma primeira boa impressão do Mídia Privada. Naquele tempo o blog era bem ativo. Entrei por que soube que estavam criticando as peças de um Ban Ban Ban e queria ver se a minha tinha recebido alguma crítica . Fiquei meio contrariado com os comentários tecidos, mesmo que muitas peças merecessem a descarga, achava que não cabia a ninguém, senão ao Júri criticá-las. Só para esclarecer: a minha não recebeu a descarga. De qualquer forma, com o passar do tempo e a falta de atualização do Mídia Privada, pude ver como esse blog fazia falta. Sempre acessava para ver os comentários sarcásticos (coisa que admiro bastante quando feitos com ponderação e inteligência) e consequentemente, para dar boas risadas.  O Mídia Privada já é bem conhecido por muita gente. Muitos o adoram. Muitos o odeiam, mas ninguém pode dizer que ele não cumpre um papel importantíssimo. Embora o Potó Publicitário não siga os moldes do Mídia Privada ( até muitas condutas reprovamos em nosso blog) ele se propõe a fazer o  “trabalho sujo” que ninguém mais tem coragem, ou loucura de fazer. Não concordo com muitas condutas e com muitos comentários, mas já dei boas risadas com o blog. E uma coisa que admiro é você dar a cara a tapa! Eles assumem o que dizem. Bom pra eles ou ruim pra eles, são eles quem arcam com as consequências de seus comentários e condutas. O que dá pra dizer é que o Mídia Privada reprova o comodismo e a forma displicente de fazer propaganda. É um blog de críticas que ao meu ver, visa uma melhora da qualidade do mercado publicitário local.  Acesso o blog todos os dias e recomendo que acessem também. O papel do Mídia Privada é criticar e isso eles fazem com muita competência. Parabéns ao Mídia Privada por fazer o trabalho sujo que ninguém mais faz!

www.midiaprivada.blogspot.com

banner-midia-privada2

Para ninguém tirar conclusões precipitadas, segue o about do Mídia Privada:

“Inconformados com as coisas ruins que tem saído na mídia. Em julho de 2006 percebemos que sentar num bar e falar mal das porcarias que saem por aí não ia dar em nada, decidimos então publicar o alvo de nossas críticas.

As propagandas ruins encontraram abrigo (tadinha delas, não tinham vez nesse milhão de blogs sobre propaganda). Hoje as peças mais criticadas pela falta de criatividade, originalidade, senso e noção ficam boiando na privada. Sentiu um cheiro ruim? Pode dar a descarga, porque esse banheiro não pára.

Continue lendo

Mídia Criativa x Clientes Caretas

bruno_poto Para mostrar que o Potó é um blog democrático e que não prioriza somente a criação, nós convocamos o mídia criativo, Bruno Marques, para participar das discussões aqui no blog. A missão do cara da foto aí ao lado é trazer suas inquietações e as novidades que estão além do setor de criação para os leitores do Potó Publicitário. Bruno é ex – Time de Comunicação, ex – Comunic, ex- Bando de Criação e ex – Promosell (onde tive o prazer de conhecê-lo, e onde faturou Prata no GP Verdes Mares, na categoria de Mídia). Atualmente integra a equipe da Simplesmente Comunicação. Resumindo, o Bruno é a pessoa mais indicada que eu conheço para falar sobre Mídia aqui no blog. Ele já era um leitor assíduo do Potó, e  agora, trouxe uma inquietação  pra galera discutir. Sem mais “embromations” ai vai o textooo (ah! comentem, esse post é participativo!!!!)

Moçada, como primeiro post, gostaria de abrir uma discussão (antiga) sempre presente nas discussões em palestras e workshops!

É um grande impasse entre publicitários da área atendimento, de planejamento de mídia e clientes.

O anunciante, principalmente o empresário cearense, tem o intuito de economizar o máximo possível, atingindo o maior número de pessoas. Não importa quem seja ou quantas vezes essa pessoa veja a mensagem.

O profissional de atendimento, por sua vez, fica em cima do muro, adorando as idéias da criação e as adequações de mídia e ao mesmo tempo, como um padre no confessionário, ouvindo os desejos, reclamações e palpites intermináveis do cliente.

Pois bem, fica aqui a discussão. Nesses tempos em que cada cliente vale ouro, o que fazer? Prezar pela qualidade da comunicação fundamentada em conhecimentos (adquiridos com muito estudo)? Ou seguir os incansáveis palpites do cliente? Planejar uma mídia criativa ou seguir o patrão?

Esquecendo dos criativos e dos homens e mulheres encarregados pelo business, pensemos nos pobres mídias. Para onde direcionar a pouca verba do cliente? Como mensurar verba, público a ser atingido, freqüência e a vontade do cliente?

Abraços a todos!


Bruno Marques

P*t@ qu& P@%!u!! Esse eu queria muito ter feito!

ze-poto1 Constantemente somos bombardeados por vários comerciais enquanto assistimos jogos, novelas, filmes e etc. Um só brake contém vários comerciais que são repetidos várias vezes ao longo da programação. Com isso, são raros os comerciais que veiculam pouco, mas que ficam pra sempre em nossas memórias. Um dia destes, mais um dia qualquer, liguei a tv e tomei um baita de um susto. Pareceu que alguém da programação da tv tinha apertado um botão errado, e supostamente, estava vendo algo que não deveria ver. Minha curiosidade me fez manter no canal, queria ver até onde ia este “erro”. Claro que fui ingênuo em não desconfiar que era um comercial de cara, mas confesso que o vídeo me desarmou para qualquer defesa que pudesse ter no momento. O famoso “ponto de virada” desse filme é magnífico, inesperado, inimaginável. Sabe aqueles comerciais que você fala P*#a q&^! P*r%u queria ter tido essa ideia? Esse foi o meu caso. Gostaria de compartilhar com vocês essa “Monalisa” da Publicidade. Infelizmente vou ficar devendo a ficha técnica, mas acredito que o comercial fala por sí. Não importa se foi fulano da agencia XPTO ou cicrano da OTPX quem fez, o que importa mesmo é a ideia e a execução que são brilhantes. Mesmo que tivesse sido feito pelo zé ninguém da esquina, ainda sim, seria impossível botar defeito.