Equipe da Advance doa valor do Prêmio Gandhi à Cruz Vermelha-CE

A equipe da Agência Advance, ganhadora do Prêmio Gandhi de Comunicação 2010, na categoria Publicidade e Propaganda, decidiu doar o valor da premiação – R$ 5 mil – para a Cruz Vermelha do Ceará. A campanha premiada “Missão Haiti: 1 milhão de doações” foi criada para a Cruz Vermelha numa ação voluntária da equipe.

A campanha foi uma criação de Fernando Manara, Davi Távora e Felipe Cavalcante, com atendimento de Danielle Rogés e Anna Carolina Vazzolu, planejamento de Eliziane Colares e aprovação de Darlan Evangelista, da Cruz Vermelha Ceará.

As peças incluem anúncio para impresso, rádio tv e web, busdoor e cartaz. O trabalhos foram veiculados no período de 10 a 31 de março de 2010 no jornal O Povo, Portal Verdes Mares, Rádio Liderança, TV Cidade, FM 93, e os cartazes foram distribuídos pela cidade com apoio das Farmácias Pague Menos e Extra Iguatemi.

Eliziane Colares destaca que a meta prevista pela campanha, de atingir um milhão de doações, foi superada. No total, foram 1,3 milhão, resultando em 200 toneladas de donativos. Para Fernando Manara, o Prêmio Gandhi foi, para a equipe da Advance, “uma cereja de ouro em um bolo que ganhamos ao saber que o Ceará foi o estado brasileiro que mais arrecadou donativos para o Haiti”.

Eliziane faz questão de deixar claro que o Prêmio Gandhi foi conquistado pela equipe da Advance e não da empresa. A idéia de criar a campanha surgiu da sensibilidade dos publicitários diante da situação do povo haitiano atingido por terremotos.

Por isso, Manara explica que “ficar com esse dinheiro nos tiraria um pedaço importante da imensa alegria de ter feito um ótimo trabalho sem qualquer objetivo financeiro. Preferimos, todos, ficar com a parte mais rica: a experiência pessoal e espiritual de ter ajudado pessoas que realmente precisam.” Como disse Danielle Campos, que representou a equipe na solenidade de entrega do Prêmio Gandhi. “Fizemos esta campanha voluntariamente, movidos pelo sentimento de solidariedade aos haitianos”.

Como os integrantes da Cruz Vermelha no Ceará estavam, até a última semana, envolvidos com ações em favor das vítimas das chuvas no Rio de Janeiro, Eliziane diz que ainda não está marcada a data oficial para entrega do valor do Prêmio Gandhi à Cruz Vermelha. Mesmo assim, eles pensam em repassar logo os recursos e depois realizarem uma solenidade simbólica.

Eliziane acrescenta que, além do trabalho de criação, a equipe se empenhou na articulação para conseguir apoio para execução e veiculação da campanha. Além das empresas já citadas, colaboraram a 14 Bis Filmes, a DSAN, a Celigráfica e a Linha Digital. “Foi como uma corrente do bem”, ressalta ela.

Iniciativas dessa natureza são importantes para servir de motivação a outras pessoas, lembra Eliziane. “O governo, o poder público tem responsabilidades, mas nós, a sociedade também temos que sair da nossa zona de conforto.

Temos de ter consciência do nosso papel social e puxar outras pessoas”, diz.  fonte:Agência da Boa Notícia

Foi dada a largada.

Acelere nesse prêmio e suba no lugar mais alto da propaganda cearense. Hoje foi dada a bandeirada no Jornal Diário do Nordeste. Esse teaser já causou os primeiros comentários do prêmio. Esse ano, a campanha é assinada pela Promosell Comunicação. Vamos acelerar e participar dessa corrida por um lugar ao sol.

Morre o mito da Propaganda cearense: Fernando Portela

Anteontem, dia 25, morreu o Fernando Portela, um mito da publicidade cearense. Sendo um criativo ícone, Fernando Portela deixa um patrimônio publicitário imenso, além de uma legião de fãs(inclusive eu). É o tipo da pessoa que eu fico triste de não ter podido conhecer. Ele já trabalhou em algumas agências de peso, como na Mark(em sua época áurea) e Slogan e com alguns conhecidos nossos, André Nogueira e Sandra Rocha.

O clube de criação, Abap e Sinapro publicaram um anúncio hoje que eu achei genial. Muito bom mesmo, se não fosse a trágica notícia. Eis a peça.

portela1

OBS: As dimensões não estão no formato correto porque eu fiz um printscreen e não deu pra pegar tudo.

Eleições II

Propaganda política pode sim ser caprichada, não precisa ser só com aquela com foto em fundo azul, nome do candidato, número e partido. Um bom exemplo é a campanha para presidente dos EUA do Obama, além de ter uma identidade visual muito boa, há diversos modelos de cartazes para agradar o gosto de qualquer eleitor partidário. Veja mais cartazes no changethethought.