Motorista da Rodada

A propaganda além de ser criativa e persuassiva, tem que ser flexível, seguir as mudanças da sociedade. Uma boa prova é o recém anúncio lançado da Skol, o “motorista da rodada”. Uma criação pós Lei Seca, em que a pessoa que abdica de beber cerveja e se responsabiliza pela condução dos amigos se torna um herói, mas herói por pouco tempo, porque outro da turma será o próximo motorista. Nesses tempos de inquisição da propaganda esse anúncio é muito bem vindo, pois conscientiza o público à um consumo responsável sem ter que prejudicar a venda do produto anunciado e diminui mais os argumentos dos contra propaganda de cerveja.

E não é de agora que a Skol trabalha com a comunicação do consumo responsável, antes já tiveram vários comerciais com o mesma tema, um muito bom é o “Aliança” de 2003.

Anúncios

Novo Internet Explorer preocupa mercado.

O Internet Explorer 8, novo browser da Microsoft que se encontra ainda em fase de testes, já está deixando o mundo publicitário preocupado. A função InPrivate poderia bloquear a possibilidade de distribuir, acompanhar e monetizar a indústria de publicidade na internet, que o Interactive Advertising Bureau calcula que deve movimentar US$ 21 bilhões por ano.

Mas o gerente geral da Microsoft para o IE Dean Hachamovitch  diz que todos devem ficar calmos. “A questão não é bloquear conteúdo ou publicidade, mas sim deixar os usuários no controle daquilo que eles estão compartilhando”, disse ele, adicionando que ele já leu muitas coisas erradas sobre o que o InPrivate pode ou não fazer.

Por exemplo, o InPrivate Browsing apenas permite que o usuário esconda algumas atividades da sessão de acesso de outras pessoas, como membros da família (a ferramenta já é chamada de “Modo Pornô”).

Ele não proíbe a publicidade de ser entregue ao usuários e nem a possibilidade de os anunciantes contarem as visualizações. Na prática, ele permite ao usuário surfar por sites sem deixar qualquer rastro de conteúdo, como uma lista de endereços visitados, cookies, ou qualquer dado. Isso poderia significar que durante as seções InPrivate também não haverá cookies para uso futuro de anunciantes.

O InPrivate Blocking ajuda a informar aos usuários sobre sites que contantemente o acompanham e coletam históricos de navegação. De fato, quando o usuário entra numa seção InPrivate, ela automaticamente bloqueia conteúdos de terceiros se detectar-se que essa terceira parte “viu” o usuário mais de 10 vezes.

Então, por exemplo, se o terceiro for o site advertising.com e estiver fornecendo publicidade para 10 sites que foram visitados durante uma seção InPrivate, no 11º haverá o bloqueio de conteúdo dele.

Mike Zaneis, diretor de políticas públicas do Internet Advertising Bureau, disse que apesar de considerar que o InPrivate não é uma opção default do Internet Explorer – o que significa que os usuários precisam fazer a opção por ele manualmente. Mas ele se preocupa: “Com o share do IR, será que tantas pessoas acionarão a seção a ponto de afetar as receitas para a indústria? Qualquer conteúdo de qualquer origem que aparece como de “terceira parte”, e sabemos que publicidade ou novos feeds são encarados assim, pode ser bloqueado. Você pode bloquear com isso as companhias que fazem a auditoria da publicidade entregue”.

Hachamovitch, da Microsoft, concorda que o IE 8 não tem como saber se o conteúdo de “terceira parte” é publicidade ou qualquer outra coisa. Ele apenas diz se é conteúdo de fora.

Ou seja, qualquer conteúdo pode mesmo ser bloqueado. No entanto, ele insiste na idéia de que o usuário precisa acionar o InPrivate a todo instante para que isso ocorra. E que ele pode permitir conteúdos de alguns sites confiáveis.

A grande questão é que se o InPrivate dá o poder ao consumidor de controlar a informação online que ele decide dividir, ou não. ParaHachamovitch, “num mundo de pessoas bem informadas que esperam ter o poder da escolha, todos precisamos pensar muito sobre como conduzimos o negócio. O IE8 nos faz pensar sobre as expectativas que as pessoas podem ter sobre o que elas dividem e o que não dividem”.

Claro que a Microsoft não é anti-propaganda, e depende de receitas de seus próprios sites como o MSN. Um outro porta-voz disse que os anúncios com target na internet trazem muitos benefícios, mas que a companhia acredita que os consumidores tem o direito de saber quando isso está acontecendo e optar por tê-los ou não.

Do AdAge.

Warner Bros lança site com séries sob demanda.

A Warner Bros Television lançou o site TheWB.com, uma rede online de vídeos sob demanda, gratuita e totalmente paga por publicidade. Ela apresentará episódios completos de séries já encerradas, como Buffy – A Caça Vampiros, Gilmore Girls, The O.C., Friends, Smallville e Veronica Mars.

O site só está disponível por enquanto para os Estados Unidos.

O The WB chegou a existir até 2006 como canal de televisão, quando a CBS (dona do também extinto UPN) e a Warner Bros decidiram criar a rede CW Television Network, conhecida como The CW.

“O TheWB.com é um novo destino digital construído para o mesmo público entre 16 e 34 anos que abraçou a WB quando ela era um fenômeno televisivo”, disse Brent Poer, gerente geral do site, em comunicado. “Nós carregamos o site com as séries clássicas favoritas deles, como Friends e The O.C., com alta qualidade de programação e uma ampla série de atrações e opções interativas, para se adaptar a seus estilos de vida”, completa.

Conforme explica a Warner no próprio site, a idéia é permitir às pessoas acessarem vídeos ícones quando, onde e como quiserem. O espaço permite a criação de playtlists com episódios favoritos, criação de canais, chats, blogs, jogos e até remixagem de episódios.

O TheWB.com oferecerá também em breve séries nunca antes vistas, feitas exclusivamente para web por alguns dos principais produtores de Hollywood.

Segundo o AdAge, o site terá uma parceria com o Facebook, para integração de ferramentas sociais da rede no TheWB.com. Na outra mão, os usuários da rede social poderão adicionar conteúdos em seus perfis, incluindo vídeos.

Retirado da M&M OnLine.

Campanha: Vamos descriogenizar Walt Disney!!!*

Como muitos sabem o criador Do Império Walt Disney Word, Walt Disney, faleceu em 15 de dezembro de 1966, decorrido de um câncer pulmonar no hospital St. Joseph de burbank em los angeles, não durando para admirar sua grande obra. O que levou seu irmão roy a prosseguir com a realização do parque temático. Muitos dizem que seu corpo foi cremado e suas cinzas enterradas em uma urna a dois metros de profundidade em forest lawn memorial park de glendale.

Mas a real história é que walt disney não foi cremado muito menos enterrado. Ele foi… CRIOGENIZADO (!!!). Sim. Walt disney fôra criogenizado logo após seu falecimento; um mês depois. A sociedade de criogenia da califórnia (cryonics society of califórnia) colocou walt em um caixão de aço de cabeça para baixo e desceu a temperatura da criança a -180º C, deixando-O em animação suspensa até que seja encontrada a cura para sua doença no futuro. Até lá walt será só mais um cubo de gelo gigante doido pra ser mexido no copo de whisky.

Mas nós queremos isso para o pobre walt? Um homem que dedicou à vida na construção de um sonho que hoje escraviza montantes de gente a míseros salários e condições absurdas, nós vamos deixar mesmo fazer isso com o coitado do walt? Não! Nunca! Never! Jamás!

Por isso estou aqui propondo está campanha para com o intuito de descriogenizar walt disney. Queremos walt disney de volta e em pé. Jácansamos de ver o mickey de manda-chuva chicoteando o pato donald e o pateta, e dando uns telecatna coitada da minnie. Chega! É preciso que walt volte para mostrar como chicoteia, pois nunca existiu nesse mundo sinhôzinho com a mão mais pesada e doce pra bater do que ele. Vamos descriogenizar o walt sim, por mais que isso traga riscos catastróficos (até porque ninguém nunca foi descriogenizado ainda nessa vida e isso pode ser muito perigoso). Mas foda-se! Vale o risco. Se morrer no processo… Ah! Já tava morto mesmo…

*Este artigo fôra retirado do Blog O Mestre das lendinhas.

http://omestredaslendinhas.blogspot.com

FUC!

FUC (fuck?!), Festival Universitário de Comunicação, propõe ser o maior festival de propagando exclusivo para estudantes universitários de qualquer lugar do Brasil. Há a possibilidade de participar usando diversas mídias, como jornal, revista, rádio, TV, mídia e mais um bucado. E em mais outras 21 categorias diferentes que incluem alimentos, bebida, veículos, serviços, hotéis e mais outro bucado. Haverá divulgação do shortlist e premiação para ouro, prata e bronze. O prêmio para o maior vencedor, o “THE BIG FUC”, será um estágio na W/Brasil, passagem para o festival de Cannes, ingressos para o festival, e hotel por 3 dias na faixa. Além da premiação para o fodão, há outros prêmios para os participantes como o Diretor de Criação, um MAC, e o da categoria Limão, aquele provedor, será a inscrição gratuita no festival de Cannes. Então, ponha no layout aquela velha idéia fantasma que você acha de cannes e inscreva-se! Serão divulgadas também as faculdades que mais lavarem prêmios pra casa. O valor de inscrição é simbólico, pela bagatela de R$ 160,00 você pode tá assinando o passaporte pra cannes. Mas até o dia 31/09 é meia: R$ 80,00.

Mais detalhes no site.