Saldão 2008

Balanço do ano de 2008.

  • Ouro no Festival do Minuto do Curta Canoa
    Thiala
  • Melhor Curta Documentário Festival Nóia
    Alexandre, Jamylles, Luana e Raíssa.
  • Prata no Central do Outdoor
    Zé Luiz
  • 5º Lugar no Ban,Ban, Ban
    Manel
  • 6º Lugar no Ban,Ban, Ban
    Micael
  • 2 filmes Publicitários selecionados no Nóia
    Georgge / Micael, Zé Luiz e Isaac.
  • Foto Selecionada no Nóia
    Jamira
  • Shortlit´s do FUC
    Georgge / Micael /  Zé luiz / Manel

Nunca antes participamos do INTERCOM, temos trabalhos bem competitivos, não esqueçam de mandar pra lá em 2009.

Se faltou alguém, avise!

Sábado de bons resultados

premios

A noite de sábado no Cine São Luiz vai dá muito assunto para a próxima semana, alguns descontentes e irados com o resultado e outros felizes da vida por terem levado o prêmio pra casa. Analisando o saldo da noite, gostei dos resultados, estavam dentro do previsto. A turma do Alexandre levou para a casa o prêmio de melhor documentário no Nóia, um prêmio disputadíssimo, pois o nível dos participantes é alto. Infelizmente não levamos em vídeo publicitário, apesar de participarmos com 2 peças. Serei sincero com vocês, nossos vídeos estavam entre os favoritos, pois são mais “publicitários”. Como assim? Explicarei, tem 1 minuto ou 30 segundos, dissuadiam a uma idéia e possuem ponto de virada, o básico de qualquer bom VT para televisão.  Os vídeos da Fanor estavam muito bonitos esteticamente e bem trabalhados, mostraram a sua força pelo design, conseguiram cativar o júri que não era composto por publicitários.

O Ban, Ban, Ban é que deixou muita gente com dor de cotovelo, muitos saíram de lá chiando pelo resultado, concurso é assim mesmo, tem sempre surpresas. Nós fomos bem , dentro do previsível, disputando posições entre os 10 colocados. Levamos pra casa o 5º e 6º lugar. Há ainda o blá-blá-blá sobre plágio, eu acredito que o resultado do júri encerrou tudo, sempre a decisão do júri é soberana, não tem como voltar atrás. Parabéns aos vencedores e à todos que participaram, novos prêmios só em 2009.

A Católica mais uma vez está de Parabéns

Infelizmente não pude ir a festa de premiação do Nóia e do Ban Ban Ban. Porém soube o resultado e fiquei bastante feliz pela conquista do MANEL (5 LUGAR BAN BAN BAN) MICAEL ( 6 LUGAR BAN BAN BAN) E do novo redator Alexandre (Levou Ouro no Nóia na categoria documentário). A faculdade mais uma vez marcou presença em dois importantes eventos estudantis de publicidade.

Estou orgulhoso de vocês e saudoso também!!!!

Depois posto as fotos da premiação!!!!

E a Turma Cresceu

(E eu não gostei)
A turma da Mônica, nossa querida companheira de infância, chegou a adolescência em agosto desse ano. A Turma da Mônica “teen” veio no que podemos chamar de enlatado japonês pois a série mistura o traço tradicional de Sousa com elementos de mangá.

O crescimento do nossos queridos Cebolinha, Cascão (que toma BANHO), Magali e Mônica veio com a intenção de cativar o público adolescente. Parece que a fórmula niponico-braseileira vem dando bons resulltados: Em apenas 3 edições anteriores eles chegaram a mais de 500 mil exemplares vendidos.

 

O último número da série que mostra turma da Mônica na adolescência chega nesta quinta-feira às bancas e mostrará o primeiro beijo de Mônica e Cebola.

É, a turminha que ensinou a nossa geração a ler e a se divertir cresceu. 
Alguns velhos fãs (como eu) não gostaram da idéia e criaram comunidades no orkut

PS: Esse “Fortes emoções”… Tão brega e apelativo. urg.

Aniversário do Mestre Lee

Nessa quinta-feira, 27, o mestre Bruce Lee faria 68 anos na Terra. E ainda alguns só ouvem seu nome e não sabem exatamente do que se trata. Mais do que o “mestre das artes marciais”, Bruce foi uma importante figura que quebrou vários paradigmas dentro do universo social e cultural no mundo todo.

Desde sua infância em Hong Kong teve contato com o cinema e, é claro, com o Kung Fu. Sempre se metendo em brigas e confusões, foi mandado “foragido” para os Estados Unidos onde cursou Filosofia e abriu uma escola de artes marciais. Vendo a possibilidade de poder propagar mundialmente sua filosofia de vida através de Hollywood, tentou ingressar no cinema americano, mas se decepcionou com a visão dos americanos sobre os asiáticos: homens inferiores e sempre aparecendo nos filmes como personagens secundários estereotipados, tratados como bichos. Voltou para a China, onde deu continuidade à sua carreira.

Filmou O Dragão Chinês (The Big Boss) em 1971, causando um grande efeito positivo na crítica e no público. Posteriormente, filmou A Fúria do Dragão (Fist of Fury) e O Vôo do Dragão (The Way of the Dragon), onde além de ator principal, foi o diretor, coreógrafo das cenas de luta e até cinegrafista, contracenando com seu jovem aluno, campeão mundial de karatê, Chuck Norris, numa das mais célebres cenas de luta da história do cinema.

O sucesso só crescia e a repercussão foi tamanha que chegou aos olhos da Warner Bros. Em 1973, Lee foi chamado para gravar Operação Dragão (Enter the Dragon), com um contrato milionário para ser o ator principal. No longa, Bruce insere toda sua filosofia de vida e do Jeet Kune Do (caminha do punho interceptador), arte criada pelo próprio.039_1055bruce-lee

Sempre dando a alma por seus projetos e trabalhos, Bruce Lee mal comia ou dormia, o que ocasionou em conseqüências drásticas: veio a falecer em julho daquele mesmo ano, com apenas 32 anos, antes sequer do filme estrear, porém eternizou-se por suas obras e superações. Mas o importante foi que morreu com o objetivo alcançado, o de quebrar barreiras entre as raças e de propagar sua história, vida e obra pelo mundo.

Fica aqui minha homenagem ao Dragão, que sei que ainda vive.

É duro se são paulino

Post do Manel:

Este vídeo foi flagrado da geral do Morumbicha. Torcedor livre, leve e solto comemorando um gol do São Paulo. Devido à presença de um grande número de torcedores homossexuais do tricolor paulista, o time é apelidado carinhosamente pela imprensa com BAMBI.  

Morre o mito da Propaganda cearense: Fernando Portela

Anteontem, dia 25, morreu o Fernando Portela, um mito da publicidade cearense. Sendo um criativo ícone, Fernando Portela deixa um patrimônio publicitário imenso, além de uma legião de fãs(inclusive eu). É o tipo da pessoa que eu fico triste de não ter podido conhecer. Ele já trabalhou em algumas agências de peso, como na Mark(em sua época áurea) e Slogan e com alguns conhecidos nossos, André Nogueira e Sandra Rocha.

O clube de criação, Abap e Sinapro publicaram um anúncio hoje que eu achei genial. Muito bom mesmo, se não fosse a trágica notícia. Eis a peça.

portela1

OBS: As dimensões não estão no formato correto porque eu fiz um printscreen e não deu pra pegar tudo.

Passarela da Arte

 

passarela1Os Autores da Passarela da Arte [Micas, Carolys, Maias , Bia e Dani que não está na foto]

Esse longo e árduo semestre, rendeu aos alunos da disciplina de Direção de Arte uma exposição num local inesperado e inexplorado na Faculdade: A Passarela que liga os dois prédios. No vai-e-vem da passarela estão fotos da faculdade com intervenções inspiradas no concretismo e um vídeo no pátio do antigo maristinha com estampas de camisetas criadas pelos alunos:

A exposição fica até Amanhã. Aproveita e vai dar uma voltinha na passarela da Arte e depois vem aqui comentar o que achou.  

Ladrão estampa outdoor em Auckland!

eu-jv2Um ladrão de Auckland, capital da Nova Zelândia, decidiu roubar transformadores utilizados na iluminação de um outdoor que anunciava para um dos clientes da agência local OTW. No entanto, ele acabou sendo flagrado por um fotógrafo, que vendeu a foto para a empresa que a estampou em outdoors espalhados por toda a cidade.
A recompensa é de US$ 500, e a empresa diz que já recebeu mais de 100 ligações desde que instalou os anúncios. A maioria delas elogiava a iniciativa, mas não dava pistas sobre o suspeito.
26112008114545thief_nota
Mark Venter, dono da OTW Publicidade, diz que o homem ainda teve sorte. Se ele tentasse roubar os transformadores à noite, poderia morrer com choques de 50 mil volts.

Retirado da M&M OnLine.

heuheuheuehueh q putaria! heuheuehuehue Ao menos o kra ficou famoso! heuheuhe